Governador do Estado conta com apoio dos deputados para aprovar "remédio amargo"

Sartori confia na aprovação do pacote e diz que
Foto: Samuel Maciel / CP Memória. 

?Em "campanha" pela aprovação do pacote de medidas para combater a crise do Rio Grande do Sul, o governador José Ivo Sartori participou nesta sexta-feira de uma transmissão em cadeia na Rádio Piratini. Na entrevista, em que respondeu perguntas de diversas emissoras, Sartori destacou que acredita que terá o apoio da Assembleia Legislativa para minimizar o déficit financeiro no Estado. 

 "A Assembleia já demonstrou muita coragem quando aprovou a mudança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS). Eu acredito na aprovação do pacote até porque não temos um plano 'B'. Tem de ser assim ou então vamos passar por maiores embaraços no futuro", disse Sartori.

O governador confirmou que está usando os principais personagens da sua gestão para buscar a aprovação das medidas na Assembleia. "Dialogamos com os líderes e com os representantes de bancada e essa conversa vai continuar. Todos nós estamos fazendo essa articulação junto aos deputados. Vai do governador à Casa Civil, passando pela Secretaria da Fazenda. Estão todos comprometidos e não podemos olhar apenas para as nossas vontades", explicou.  

 Sartori garantiu ainda que não vai se livrar da responsabilidade de fazer o que é necessário para a melhora do Rio Grande do Sul. "Tenho uma equipe que está encarando o desafio. Ninguém aceita remédio amargo para quem está em fase terminal. Temos de fazer o tratamento adequado. Sempre pensei que quem quer mudar tudo acaba não mudando nada. A gente vai começar a fazer o que é possível. Quem deseja ser governo no futuro tem de receber o Estado em melhores condições do que nós", declarou.

 De acordo com o governador, o pacote de medidas é uma tentativa de superar a época em que o "poder público só enxergava para dentro". "Ele (poder público) tem que olhar para a população. Nós estamos enviando propostas que envolvem demissões. Sei bem o que é uma família e sei o que são as necessidades de uma, mas nós precisamos olhar para os 11 milhões de gaúchos. O equilíbrio financeiro é fundamental para as políticas sociais", finalizou.

Fonte: http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/Politica/2016/11/603841/Sartori-confia-na-aprovacao-do-pacote-e-diz-que-nao-tem-plano-B



Comentários