Presidente visita nesta segunda áreas atingidas por enchentes no Estado

Rio Grande do Sul pode ter presídio de segurança máxima, diz Temer | Foto: Beto Barata / Presidência / CP
Foto: Beto Barata / Presidência / CP.

O presidente da República, Michel Temer, realiza nesta segunda-feira a primeria visita oficial ao Rio Grande do Sul desde que assumiu o cargo. Antes de desembarcar no Estado, Temer concedeu entrevista à Rádio Guaíba e falou sobre a crise no sistema penitenciário brasileiro. O presidente disse que o RS deve ser beneficiado com a construção de presídios e que um deles pode ser de segurança máxima. 

 "Nós estamos levando para o Rio Grande do Sul fundos no valor de quase R$ 45 milhões para a construção de um presídio. Ainda vou conversar com o governador hoje, mas como o governo federal vai construir cinco presídios de segurança máxima, quem sabe um deles possa ir para o Estado", declarou. 

 Temer também informou que um dos planos do governo federal para o Estado é a conclusão da nova Ponte do Guaíba. "Eu tive uma reunião com o senador Lasier Martins e com vários deputados numa certa ocasião, e nós acertamos a conclusão das obras", afirmou.

 Inicialmente, o presidente viria ao Estado para a entrega de 61 ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), em Esteio. Mas devido às cheias que atingiram Riozinho e Rolante, Temer fará um sobrevoo sobre as áreas afetadas pelas enxurradas. "Fundamentalmente o objetivo é a entrega de ambulâncias para o RS, mas simbolicamente vamos entregar para todo o Brasil, com o total de mais de 350 veículos", explicou.

 "Ao mesmo tempo, estarei passando por aquela área que foi vítima de enchentes e também ter um encontro com todas as autoridades do Estado. Nós estamos entregando mais equipamento de inspeção eletrônica: um total de investimentos de cerca de R$ 2,1 milhões. São vários aparelhos que visam também a segurança no RS", relatou. 

Fonte: http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/Politica/2017/01/607341/Rio-Grande-do-Sul-pode-ter-presidio-de-seguranca-maxima,-diz-Temer



Comentários